Curtindo a vida adoidado


(Em comemoração dos 30 anos do filme de John Hughes)

Autor: Todd Strasser
Editora: Gutenberg
Ano de publicação: 2016
Número de páginas: 160
“A vida passa rápido demais. E se você não parar de vez em quando para vivê-la, vai acabar perdendo o seu tempo.

Os pais de Ferris Bueller realmente acreditaram que ele estava doente. A sua pior atuação em anos, e eles haviam caído nessa. Ferris não esperava que fosse fácil convencer o amigo, Cameron, a sair de sua fossa interior para acompanhá-lo em um dia onde o céu era o limite e não haveria nada que eles não pudessem fazer. Tirar a namorada, Sloane, da aula seria a parte fácil do plano, mesmo com a marcação cerrada do diretor Rooney e a perseguição de Jeanie, a explosiva irmã de Ferris.

Tendo Chicago inteira como parque de diversões e com a missão de fazer com que seu dia de folga seja incrível, Ferris não aceitará ter nada menos que o dia mais inesquecível de sua adolescência tão inesquecível quanto o filme de John Hughes, que completa 30 anos em 2016.   (...) Salve Ferris!”


Ler este livro foi incrível. Quantas vezes assisti ao filme, seja na Sessão da Tarde, seja no original, dvd – gosto mais! Rs. Mas não é exatamente como no filme. Surpreendi-me quando eles foram ao banco, por exemplo, a mãe do Ferris estava lá e não o viu!!...


Bom, o nome da cidade é Shermer, e fica em Illinois. Os pais (Katie e Tom)  trabalham, e ele os irmãos menores (Ricky e Kimberly - não aparecem no filme) e a irmã Jeanie, 17 anos, estudam em Chicago.

O Ferris não pode mais faltar a Shermer HighSchool. Ele tem 18 anos, seu melhor amigo se chama Cameron Frye e a namorada é a Sloan Petersen.
"A namorada do irmão do namorado da irmã da minha melhor amiga ouviu de um cara que está saindo com uma garota, que viu o Ferris desmaiar na sorveteria 31 sabores ontem à noite.” – p.25
Ferris é bom de papo e enrolação, querido por todos; Cameron é bom ‘com compreensão de como interligar diversos aparelhos eletrônicos e fazê-los funcionar em harmonia por meio do pc’; e a Sloan é uma líder de torcida de 1,72m com notas médias acima de 9. Eles saem para um dia de deleite na cidade!

Títulos guardados pelo pai são pegos pelo Ferris (outra coisa que não tem no filme...), vão trocar no banco com o carro do pai do Cameron, uma mera Ferrari 250 GT Californi, modelo 1961 (menos de 100 foram fabricadas e o valor de mercado é de 165 mil dólares – só!). Vão em restaurante, jogo de baseball... Cameron pensa que o amigo seria capaz de converter o Papa ao Judaísmo!

Desfile, entrevista em rádio... Nada pode deter esse grupo! Oops, o líder do grupo, o Ferris.

 
"
 Se não leu, precisa ler! Se não assistiu, precisa assistir!

Muita emoção, risadas... A irmã dele, Jeanie, odeia como ele se safa sempre, acha injusto! Todos o amam, preocupam-se "com a sua saúde"!... Pode não parecer, mas Cameron é parte importante no filme. Há muito nas entrelinhas e a atenção é necessária para ultrapassar o óbvio. Bom, a intenção aqui é fazer com que leia o livro (que traz mais...), assista... Conclua! 😉 😘

Sério, a leitura foi um presente!


Um abraço,
Carolina.
 



- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 
A história não contada em Curtindo a vida adoidado  (Por Olhe de novo, no Youtube.)

Nenhum comentário