Entre o certo e o errado

Autora: Leddy Harper
Editora: Cherish Books Br
Publicado em: 2019
No. de páginas: 354

"Salve-me e me cure, me cure e eu serei sua."
O que você faz quando pega o seu noivo com outra mulher? Bem, se você for como eu, vai fugir com um tatuador sexy, com o corpo todo tatuado, que atende pelo nome Wrong. / Então você se casa com ele depois de uma semana. (...)"

Sabe um livro que te pega desde o início? O tipo que te sacode e diz: "Quero ver você me largar"? Foi este. (Não, não foi por começar com uma poesia, embora saber que ele escreve é fofo! Rs)

Mercy pensa ter tido a pior noite da sua vida ao viajar uma semana antes do combinado para fazer uma surpresa para o noivo, sendo ela a surpreendida.

- Mas, Carol!... Desde quando começar com essa situação de agonia te prende assim? Passou a gostar de ver os outros mal desde quando? Você não era assim...! - Calma! Eu disse que ela pensa. Na verdade, ter visto o noivo com outra, dançando, esfregando... foi a melhor coisa que poderia ter acontecido a ela.
"Quando saí do bar, observei meu reflexo na porta e gemi. Eu era uma visão e tanto. Rímel manchava minhas bochechas em rios escuros, e meu cabelo estava completamente fora do lugar. (...)" - cap.1.
Sim, arrasada, em uma cidade desconhecida... Abordada por um pedinte, temerosa e... 'salva' por um homem "vertiginosamente lindo", que fala com o Joe (o andarilho da cidade). Todo tatuado, com voz e olhar hipnotizantes... Brogan.

Ele a ajuda mas, principalmente:
"Eu a sentia. 
Mercy acabaria me revivendo ou desligando as máquinas ainda mais rápido. 
E só havia uma maneira de descobrir qual das duas opções seria - esperando." - cap.2.
Ele a vê, desde o início ele sabe!
"Tudo sobre aquela noite - (...) - parecia ensaiado. Planejado. Orquestrado como se o universo estivesse mexendo os pauzinhos para fazer tudo aquilo acontecer conosco. - E eu fui esperto o suficiente para não discutir com o destino."
Ele admite a si que 'sentiu na alma' e, mais tarde, admite para ela... É muito fofo apesar da aparência física de bad boy e do apelido: Wrong (errado). Ah, sim, o sobrenome a Mercy é Wright. Daí a brincadeira errado e certo (o 'w' do sobrenome não é pronunciado... fica 'right').

(E só em pegar citações de trechos iniciais já estava eu relendo! Rs. Não tem como parar!)

Amei o Brogan desde o início! Ele acredita no que sente sem questionar, doa-se... Apesar de ter suas próprias feridas, aceita o que o universo lhe propôs.
"O amor tem que ser demonstrado, Mercy. E eu te amei desde antes de te encontrar naquela calçada. Eu também não preciso ouvir isso, porque sei que me ama desde que respirou a primeira vez. Dizer isso não muda nada. Se você parasse de pensar demais, perceberia que sentiu meu amor por você o tempo todo." - [42%]
Sim, ele é intenso não apenas nas atitudes e ao olhar... Pode embrulhar um para mim?

Mercy quer racionalizar em demasia e quase poe tudo a perder! Admito que em um dado momento eu me chateei muito com ela mas... As que o Jordan (ex-noivo) apronta, o reality show do qual o Wrong participa - e não renova (entre a vida com ela e o dinheiro, a vida com ela!) -, e com a inexperiência dela... Sorte que o Brogan, apesar do apelido Wrong, esteve certo o tempo todo quanto ao que sentia, sabendo que vale a pena.

Novamente, para viagem! 
Destino: SSa, Ba, Brasil!


Um abraço,
Carolina.


Nenhum comentário