A cantiga dos pássaros e das serpentes

Autora: Suzanne Collins
(Uma história de Jogos Vorazes)
Editora: Rocco
Publicado em: jun/20
N° de páginas: 575

Possui spoilers


Pois, "Snow cai como a neve, por cima de tudo." - e sem peso na consciência, apenas talvez um pensamento rápido, logo sobrepujado pelo egocentrismo "mascarado pela 'supremacia' "...

Terminei a pouco a leitura. Não entendi algumas alegações feitas na semana em que o livro foi lançado, não vi tentativa de "humanizar" o Coriolanus Snow ou de desenvolver nos leitores empatia. Certo, contou fatos que ocorreram: a família perdeu toda a sua fortuna na guerra visto que esta estava aplicada no distrito 13, perda dos pais... Muitos faliram, muitos morreram - ocorre em guerras!

Muito pelo contrário. Toda vez que eu pensava que havia... "POW"! Eu "levava um tapa na cara"! Olha, ele está preocupado com o seu tributo! "POW!" - Está preocupado de perder seu momento de glória. Ele quer que ela sobreviva! "POW!" - Ele quer o prêmio! Não é errado querer o melhor para si, mas deixar de olhar o outro como realmente "outro", uma pessoa como ele - o que jamais poderia ser, porque o povo dos distritos é a escória, as pessoas da Capital são "superiores"...

A Lucy canta uma música que faz seu mentor lembrar da mãe, e um breve enternecer ocorre. Ele perdeu a mãe quando esta entrou em trabalho de parto e não conseguiu chegar ao hospital, morrendo com @ irm@ que ele teria. A culpa? Guerra - rebeldes! O pai morreu pouco depois. Lutou na guerra. Mas a perda do pai não o abalou tanto quanto a da mãe.

Estamos na 10a. edição dos jogos, sem grandes eventos, sem glamour. Idealizadores resolveram implantar a mentoria para tentar inovar, modificar... Querem que as pessoas assistam, engajem: alegam que elas esquecem facilmente... EU, inclusive, desconfio que um atentado que disseram ter sido promovido por rebeldes remanecentes foi manobra... Mas isso é uma conjectura minha, não há tal relato no livro. Por quê? Nem todos concordam com os jogos, na capital, inclusive.

Eles pedem contribuições dos mentores, ideias... Pela primeira vez haverá apostas, possibilidade de enviar água ou comida para os tributos na arena, entrevista não obrigatória... Porque, antes da arena, tributos passam fome, ficam em exibição numa jaula do antigo zoológico.

Desconfianças... Medos... Reprimendas... Dra. Gail e suas criações bestantes. Implicância do reitor, o Highbottom (usuário de opiácio desde que...), apontado para o Coryo como tendo sido amigo inseparável do pai dele até ocorrer uma briga. Invejas... Anseios... 

Colega do colégio o considera como a um irmão e ele é sociável por interesse... Mas jamais esquece que ele não é um igual, é do distrito 2. O pai, magnata da indústria armamentícia, comprou a entrada e permanência dele, da esposa e do filho na Capital. 

Controle. Caos. Contrato.
(Tema de redação!)
"... Ele amou a sensação desconhecida de segurança que a derrota deles gerou. A segurança que só poderia vir com o poder. A capacidade de controlar as coisas. Sim, isso era o que ele mais amava."
"O que ele desejava tinha pouco a ver com nobreza e tudo a ver com estar no controle."
"... De certa forma, era melhor quando ela estava trancada na Capital, onde Coriolanus sempre tinha uma ideia do que ela estava fazendo..."
Os momentos "espontâneos" ocorrem apenas quando se acha sem opções, mas ao encontrar uma, não se importa muito... "cai por cima de tudo"! 

Muitos sobrenomes nos são conhecidos como Flickerman, Heavensbee, etc. Muito é reconhecido, como as batatas do pântano, as katniss; o lago e a cabana; a falha que possibilita a saída do distrito para a floresta, a música que embalou a Prim e a Rue, bem como a música proibida da árvore-forca.

Até mesmo o jovem de 18 anos confunde o que se passou com amor. Mas o que sentiu foi, além de posse, atração. Sim, o beijo dela o fazia esquecer momentaneamente, ele nunca quis beijar uma garota da capital, mas se ele a amasse não pensaria que era melhor quando ela estava presa... Sim, o alívio quando a Lucy Gray sobreviveu, tornou-se vitoriosa, foi real, mas foi logo obscurecido pelo prazer de saber que seria ele quem receberia o prêmio Plinth!

Imagino o choque dele quando ouviu as músicas, quando avistou o símbolo do tordo no broche da Katniss décadas depois, quando começaram a usar como símbolo para rebeldia nos distritos... quando o vestido de noiva dela se queimou em Em chamas... Os fantasmas... 
"Havia algo nos tordos que o repugnava. Ele desconfiava daquela criação espontânea. A natureza se descontrolando. Eles deviam morrer, e quanto antes melhor."
Coryo "experimentou" a arena. Foi necessário. Foi obrigado a - devido a entrada do Sejanus. Ele foi atacado. Ele revidou... Se ele sujou as mãos novamente? Claro! "Defendeu a Lucy e o amigo Sejanus" no distrito 12 - silenciou uma testemunha que não hesitaria em falar... inclusive que ele estava presente (seria cúmplice). E a terceira morte foi indireta, através de uma gravação com um gaio tagarela.

Ele não parou por aí... Ele tomou lugares. Conquistou o que seria de outra pessoa... "Foi adotado" junto a avó e a prima, a Tigris. Esta sempre o ajudou, desde criança, em seus cinco anos... Em A esperança ela ajudou os rebeldes contra o governo dele, então já presidente. Questiono o que realmente pode ter acontecido, se ela teria descoberto as traições dele - porque ele traiu pessoas que confiavam nele, amavam ele!

Ah, sim, testemunhamos a primeira vez do uso da sua marca registrada... E falo mais nada! A dra. Gail é... "peculiar". Vocês a conhecerão! Depois me contem sobre o que acharam de conhecer ela aqui nos comentários! Rs. 


Um abraço, 
(sem neve, mosquitos ou serpentes)
Carolina.

Nenhum comentário