O Mensageiro

Autora: Lois Lowry
Editora: Arqueiro
Série: O doador (de memórias)
Ano de publicação: 2016
Número de páginas: 160
"Há seis anos, Matty chegou ao pacato Vilarejo. Sob os cuidados de Vidente, um cego que tem uma visão especial, ele amadureceu e se adaptou à nova vida. Agora, espera receber seu nome verdadeiro, que determinará seu valor ali, como ocorre com todos os habitantes.
Contudo, algo nefasto está se infiltrando no Vilarejo, e os moradores, antes orgulhosos de receber forasteiros, passam a exigir que as fronteiras sejam fechadas para se protegerem.
Por ser um hábil mensageiro, Matty é encarregado de avisar os outros povoados sobre o bloqueio. Sua missão também tem outro grande objetivo: buscar Kira, a filha de Vidente, antes que seja tarde demais.
Ele é o único capaz de viajar pela Floresta, que já provocou algumas mortes. O problema é que ela também está se tornando um lugar perigoso para o garoto. Mas muitos dependem de Matty. Então, armado apenas de um poder recém-descoberto, ainda incompreensível e incontrolável, ele se arriscará a fazer o que talvez seja sua última viagem."
Louca para o lançamento do último livro, que fará links e desvendará pontos...! Pensei que seria lançado na Bienal, mas parece que a produção atrasou... 😥 Mas, ao que tudo indica, sairá este ano! 😊


Cuidado, spoilers! rsrsrs... 
.
Matty, em A escolhida, era apenas Matt. Ele era "feroz"... Mas hoje, mudado, está ansioso para receber o seu “nome verdadeiro” do Líder. Dado o seu “afazer”, sempre para lá e para cá, imagina que será Mensageiro.

Ele mora com o Vidente, lê para ele, ajuda na casa e na plantação... Gosta de pescar com o amigo Ramon, tem seu olhar voltado para a filha do Mestre, Jean...

Certo dia Matt descobre um dom, na Floresta, ao encontrar um sapo acidentado. Ele guarda para si, mesmo se sentindo mal: não há segredos no Vilarejo. (Não havia...)

Uma descarga dolorosa de energia irradiou pelo seu braço, concentrando-se nas pontas dos dedos.” p.44

Ao tentar “ver além”, o Líder percebe que algo está mudando:

… havia algo na Floresta que perturbava sua mente e o deixava aflito. Ele não conseguia saber se era bom ou ruim.” p.21


Vidente pressente…

Tenho o meu próprio tipo de visão. (…) Está tudo diferente, Matty. Quando ouço as pessoas falarem no assunto, consigo notar a diferença. Há algo errado.” p.52

A Feira de Negócios não é mais como foi um dia. Matty está curioso, também percebe mudanças nas pessoas... O Mestre, por exemplo, antes amoroso e paciente, chutou um cãozinho... Jean está preocupada com o pai, que negociou na Feira... Vidente diz para ele não fazer negócio algum, apenas observar, ouvir. O Negociador, que chegou anos antes, encaminha-se para o centro, “abre a Feira”. Silêncio total. Pergunta quem será o primeiro, o que quer, o que oferece em troca. Pedidos são ditos publicamente, ofertas são sussurradas. As pessoas parecem “diferentes” após negociarem. 

Matty precisa viajar pela floresta para levar a mensagem do fechamento do Vilarejo a outros lugares e buscar a filha do Vidente, pois se não chegar a tempo... A tapeçaria da Escolhida mostra: a floresta está cerrada, inóspita, doente... Agressiva. Perigosa.

Dons…

Eu sei do seu. (…) Espere até ser realmente necessário, Matty. Não desperdice o seu dom.” p.90

Doenças. Ramon, as pessoas... doentes, diferentes. 

A filha do Vidente vê a chegada do amigo e a partida deles. Uma jornada difícil, o ar irrespirável... Decomposição. 

Chegadas & partidas.


Um abraço,
Carolina.

Confira resenha publicada em:

Nenhum comentário