Uma certa dama - O Clube dos Devassos, 2.5

Autora: Chiara Ciodarot
O Clube dos Devassos, spin-off 
E-book kindle
Lançamento: 28.01.19
No. de páginas: 384
Link Amazon

"Barra do Piraí, 1874
Uma moça e um mistério que perpassa gerações, vidas e amores.... 
Quando chegou na Fazenda da Beira, a única coisa que Eugênia Duarte queria era ter acesso ao dinheiro herdado com a morte dos pais. O motivo? Estaria enterrado numa cova rasa, junto ao colégio para jovem damas onde ela estudava. Porém, não poderia imaginar que haveriam dois impedimentos para obter essa herança: a condição de que teria que se casar e a de que seu tio, Luiz Fernando Duarte, não aceitaria de outra forma e nem outro esposo que ele mesmo. 
Luiz Fernando sofreu muito, sendo considerado um dos devassos que mais sentiu o peso da escravidão. Por causa disso, tornou-se um homem fechado, desconfiado e malicioso, que tem a certeza que o demônio lhe habita. Ao mandar buscar a sobrinha na Corte, Luiz Fernando tem um último plano em mente, o xeque-mate contra a Escravidão, mas para isso, precisa dela e do seu dote. Com a chegada dela, ele se deparará com mais dificuldades do que soluções. 
Envolvendo-se numa rede de mistérios e assombrações, ambos descobrirão que ninguém é o que parece.
Por vezes a indecisão se instaura neste coração calejado e necessitado de "devassos"! Mas o primeiro amor... Ah, o primeiro a sorrir torto, tentar fingir não se importar e chicotear um senhor de escravos por nós - nunca esquecemos!

Por isso, sempre que o meu coração palpita... ou esquenta com uma ternura e admiração dedicada a cada um deles: Duarte, Canto e Melo... Lembro do MEU Montenegro, sem nunca perder o hábito de olhar ao redor, à procura da Amaia!
E aqui está Uma certa dama! A mocinha deste não é coquete ou tem empáfia; não é uma "falsa calada" pela educação obtida mas de temperamento forte... Ela tem a sua história sendo revelada paulatinamente, enquanto "regressa" à fazenda da Beira, chamada pelo devasso Luiz Fernando Duarte,  seu tio.

Ele não tem o olhar zombeteiro do Eduardo ou doce/poético do Roberto, mas duro e por vezes sarcástico, malicioso. Nunca está satisfeito com coisa alguma, segundo o Bento Ajani. Aliás, é este que vai buscar ela no colégio, a mando do "patrão". O sr. Duarte também tem a sua história... sofrida... gradualmente exposta aos leitores. Ele não confia nas pessoas.

Eugênia estava em um colégio interno para damas. Foi enviada para lá após um "incidente" com um "amigo de alma", ainda criança, sempre foi irrequieta. Adolescente, saía furtivamente, dizendo ir encontrar com um namorado. Costumava trocar de lugar com a "gêmea" dela quando eram as aulas "chatas" (etiqueta, bordado...). A diferença entre as melhores amigas: uma pinta no pescoço.

1874. Duarte tem os seus afazeres... Além dos da fazenda que tem que administrar, a qual está preso pelo desejo do seu pai (já morto - e de morte matada!), sem poder libertar os escravos por estarem atrelados às terras, um pacote único, em tortura contínua, Luiz Fernando tem planos a fazer, informações a coletar... (Afinal, é membro dO Clube dos Devassos.)

Sim, a dama vai para a fazenda acompanhada também pela já senhora Dorotéia, que vira e mexe desaparece - talvez por ser escrava e não poder adentrar/frequentar os mesmos ambientes ou os afazeres... Talvez.

Tal senhorita tem seus sonhos, claro, como solteira em "idade casadoira"! Mas há outros que não pedem permissão à ela. Há sopros, intuições... Dizem que aquele lugar é amaldiçoado desde a época do sr. Nuno e da D. Maria de Lurdes.

Não podemos esquecer deste "detalhe" exposto no prólogo: quem foram os avós de Luiz. O amor abrasador, os calafrios que entranharam o corpo e a alma daquela senhorita quando os pequenos olhos negros de um mascate, um forasteiro, "seguraram" os dela, em uma estalagem enquanto jogo ocorria. Jogo este que rendeu ao Nuno Duarte tais terras.
"... Ao pensar no forasteiro, Maria de Lurdes podia sentir aquela tentação serpenteando por suas pernas, subindo-lhe o umbigo, esquentando-a a ponto de ebulir em lágrimas. Estava perdida! Irremediavelmente perdida."
No dia em que o pai dela o convida para jantar e ela se vê sem saída que não sucumbir, buscar o que possa aplacar o que sente, pega a chave do quarto, adentra, em ebulição, mas ele, também aguardando por tal desfecho, para: 
"- Nunca tive nada correto, nada honrado em minha vida - falava ele. - Desta vez, eu terei. Vosmicê será minha esposa..."


Uma história de amor que durou 27 anos, 11 filhos vivos, 3 falecidos na infância de doença; uma história de amor terminada prematuramente em 24 de dezembro de 1825, quando o marido morreu envenenado e, sem conseguir viver sem o amado, no dia seguinte, a esposa o acompanhou. O último filho foi tirado do corpo dela pela mucama Cassandra, rasgando-lhe a barriga. Os filhos desse amor deveriam ser... Mas não. O pai do Luiz, além de torturar os negros, torturou o próprio filho pelos seus ideais, estuprou escravas... Tantos Duarte e restam apenas o Luiz e a sobrinha


Todos sabem algo que os demais desconhecem. A própria Dorotéia diz para a dama "Seu tio não é o que parece ser" (o conhece desde pequeno). "Nenhum de nós é quem aparenta ser." Luiz não é o "demo" que pinta/pintam, a sobrinha não é... Francisco ou a mãe? Bento? Ninguém confia inteiramente... (Muitos querem o dote da Eugênia.) Como em um jogo de xadrez, há quem observe atentamente, tente prever movimentos, e quais as consequências...
" - Pois deveria olhar mais atentamente. 
De repente. Num impulso. O tio havia se inclinado para perto dela. Seus rostos estavam a milímetros de distância. Podia sentir a mistura de colônia com o vinho que bebia. A respiração ardente sobre a pele. Os olhos intensos que a pescavam de um caótico mar de sensações. 
- Estou olhando. Bem atento. Garanto."
Você acredita que um grande amor possa se sobrepor a uma vida? Seria esta o suficiente?... Almas que se buscam, artimanhas, intrigas, tentativas de assassinato, chantagens, mortes... Conheça os peões, cavalos (-eiros), torres, bispos, damas e reis!

Bem vindo à Fazenda da Beira!

Um abraço
(da devassa!? rs)
Carolina.

6 comentários

  1. show show show! Obrigada, amiga linda, pela resenha tão linda quanto vc! <3

    ResponderExcluir
  2. Uma ótima escritora de resenha Parabéns Gostei Muito vou procurar o livro pra eu ler!💖

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele é um spin-off.
      Pode ser lido independente dos outros livros dos devassos.
      ;)

      Excluir