Laços de decepção

Autora: Trish McCallan
Red Hot Seals, 3. 
Editora: Cherish Books Br 
Publicado em 2021 
N° de páginas: 224 
+

Adorei conhecer a Rebecca, saber o que superou para ser quem é hoje! Entender um pouco o rosto carrancudo do Addario, ex-SEAL que deixou o grupo para cuidar da mãe doente... que entrou para polícia de San Diego e hoje é detetive... Uma história com suspeitas, perigo ao remexer no passado, tentativas de homicídio no presente por questionamentos acerca de um "suicídio" de anos atrás. 

Claro que gostei! Tem suspiros e arrepios, investigação, suspeitas... Também gostei de Laços de tentação (2) mas o primeiro, Laços de sedução, com o Dean - que sei se chamar Aiden mas vem apenas Dean devido ao sobrenome dele: Winchester! Kkk! Sério, sei que é Aiden mas quando menciono só vem D. Kkk! - e a Demi... As ironias dos comentários mentais dele... Um Winchester! Kkk.

Sim, Rio não perdeu o contato com seus ex-colegas, há o laço de fraternidade, de confiança, de quem serviu junto e teve as vidas uns dos outros nas mãos durante missões... Já devem ter a noção de unidade deles, proteção, valor, se não por experiência, por assistir em filmes e/ou seriados. Cria-se um vínculo e eles sempre se ajudam, "cobram favores" - Rs - uns dos outros quando necessitam. São treinados! E Rio recorre a dois de seus "irmãos-SEALs" quando o "cinto aperta".

Becca é filha ilegítima do ex-prefeito. Há dezesseis anos atrás consta que sua mãe se suicidou - detalhe: foi ela quem a encontrou pendurada! Foi morar na casa do pai e sua família, a mulher Lana e filhos Adam e Adele. Anos atrás, após um incidente, ela saiu da cidade e não retornou... até agora. Harold, um amigo, morreu, deixando-lhe entre itens da herança uma escrivaninha especial, com "esconderijos", e em um deles ela encontra o diário da sua mãe. 

Ela quer reabrir o caso, o que desagrada alguém. E o reencontro com o Rio, o ex que acreditou em uma armação do amigo (exato, Adam, um "da onça"), mexe com ambos. Para a "sorte" do casal, os atentados que ela sofre a faz ser dopada no hospital e os dois amigos dele, Taggart e Trammel, chamados para fazer a sua segurança, ouvem algo que ela fala sobre anos atrás... -> Calei! Rs.

Bom, eu suspeitei desde o início, mas o que importa não é exatamente quem, no passado e no presente, mas o desenrolar e a reaproximação, os detalhes, armações, o que foi perdido e está sendo reencontrado - o "retirar de algemas". Redescobrir. Amizades formadas, pequenos gestos... tudo isso importa. ❤

Gosto da dinâmica do falar sem falar ou expor e o "tapa na cara direto" e discreto entre os rapazes. Eles se comunicam com olhares e demonstram suas insatisfações mesmo "dando a cobertura" requerida. Amizade. 


Um abraço
(sem arrepios - Kk)
Carolina.

2 comentários

  1. Já amei esse livro pela capa ...kkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 😅 Com o constante aumento de energia, deixar a máquina e voltar a usar tanque?!?.. Rsrs kkk!

      Excluir