O curioso caso de Benjamin Button

Autor: F. Scott Fitzgerald
Editora: Mediafashion
Publicado em: 2016
No. de páginas: 56


“Nascer, crescer, envelhecer e morrer são etapas de todo destino e só a ficção permite imaginar outros rumos. F. Scott Fitzgerald (1896-1940) fantasiou a inversão da seta do tempo em O curioso caso de Benjamin Button, a saga de um homem que nasce velho e morre bebê. (...)"
Assisti o filme com o Brad Pitt anos atrás, li a graphic novel e decidi ler o texto integral, publicado na coleção Publifolha. De início pensei em não escrever a respeito mas sei que muitos não assistiram ou leram... mesmo o MEC tendo enviado a adaptação em HQ (graphic novel) para as escolas e colégios com 6º. ao 9º. anos.

Lembro que ao primeiro contato com a história escrita logo veio à cabeça um comercial em que o falecido Chico Anísio recitava um texto sobre avançar ao contrário, para trás... um texto muito poético.

Bom, Benjamin nasceu diferente e foi um escândalo no hospital: o médico logo se retirou, as enfermeiras mandaram o pai levá-lo para casa IMEDIATAMENTE. A razão?...
“- Não posso lhe dizer exatamente quem sou – respondeu o choramingão lamuriante –, porque nasci poucas horas atrás... Mas o meu sobrenome é sem dúvida Button.” – p.9

(...)

... Esse é o seu filho, e o senhor vai precisar tirar o melhor proveito da situação. Vamos pedir-lhe que o leve para casa com o senhor o mais depressa possível, ainda hoje.” – p.10

Sim, Benjamin nasce com aproximadamente 70 anos. Escândalo! Como ocultar?... Bengala... O pai corta seu cabelo, pinta-o... Quando Benjamin chega aos cinquenta, apaixona-se. E a vida vai correndo... Ele passa por todas as etapas, sempre desacreditado ao falar a real idade... Ele tem problemas para entrar em escolas, colégio, faculdade. Trabalha com o pai, assume os negócios...

Recomendo todos os textos aos quais tive acesso, o filme, inclusive - embora seja bem diferente (no livro ele não foi abandonado em frente a casa de alguém, foi criado pelo pai, mesmo que a contragosto... A esposa não fica ao lado dele quando ele fica mais jovem que ela e age como jovem...). Mas podemos refletir bastante. Deixarei links do trailer, do Chico narrando o comercial, dele antes, em programa... E, também, a sinopse do livro no Skoob.


Um abraço,
Carolina.



. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .






Nenhum comentário