Codinome Lady V


Autora: Lorraine Heath
Série: Os Sedutores de Havisham # 1
Editora: Gutenberg
Ano de publicação: 2017
Número de páginas: 256


"Cansada de rejeitar pretendentes interessados apenas em seu dote escandalosamente vultoso, Minerva Dodger decide que é melhor ser uma solteirona do que se tornar a esposa de alguém que só quer seu dinheiro. No entanto, ela não está disposta a morrer sem conhecer os prazeres de uma noite de núpcias e, assim, decide ir ao Clube Nightingale, um misterioso lugar que permite que as mulheres tenham um amante sem manchar sua reputação.

Protegida por uma máscara e pelo codinome Lady V, Minerva mal consegue acreditar que despertou o desejo de um dos mais cobiçados cavalheiros da sociedade londrina, o Duque de Ashebury. E acredita menos ainda quando ele começa a cortejá-la fora do clube. Por mais que ele seja tudo o que ela sempre sonhou, Minerva não pode correr o risco de ele descobrir sua identidade, e não vai tolerar outro caçador de fortunas.

Depois de uma noite (de amor com) na companhia da Lady V, Ashe não consegue tirar da cabeça aquela mulher de máscara branca, belas pernas e língua afiada. Mesmo sem saber quem ela é, o duque nunca tinha ficado tão fascinado por nenhuma outra mulher antes.
Mas agora, à beira da falência, ele precisa arranjar muito dinheiro, e rápido. Sua única saída é se casar com alguma jovem que tenha um belo dote, e sua aposta mais certeira é a Srta. Dodger, a megera solteirona que tem fama de espantar todos os seus pretendentes.”

Admito que pensei em retirar a sinopse a partir do terceiro parágrafo mas preferi colocar algo e riscar a informação que... Aff!! Rs. Não foi após uma noite de amor, houve nada além de um tornozelo, toque até a panturrilha e...
- Ficou meio abafado por aí?!?... –
Rs.

O ano: 1878

O defeito da Minerva? Pensar e saber expressar os pensamentos, ser sincera, não querer “fingir desmaios” (Hein?.. Sim, neste livro fiquei sabendo que havia “ensaio de desmaio”! – Uau!) Ficará solteira, sabe. Os homens se sentem intimidados por ela. Sendo filha de quem era (mãe largou título – viúva de um duque – para ficar com o pai dela, homem que veio do nada e fez fortuna), não sofreria a imposição, não seria tratada como um fardo para os progenitores.

"- E aí está o problema. Eu não acho que exista um homem capaz de me aceitar como eu sou. Pelo menos não na aristocracia. Não onde o comportamento apropriado é tão importante e é esperado que as mulheres se submetam ao marido em todas as questões. Não tenho talento para me submeter.
- Então não se case com um aristocrata. (...) Case-se com um açougueiro, um padeiro, um fabricante de velas. Ou não se case. Eu não ligo. Nem sua mãe. Tudo o que sempre quisemos é que você seja feliz.” – p.98
“Ashe estava desesperado para descobrir a identidade de Lady V porque não conseguia tirá-la da cabeça...” – p.78

Isso ocorre após um beijo de tirar o fôlego e olhar/toque de tornozelo e panturrilha, um encontro. Mais que pedaço de um corpo: reação ao toque. Energia... Sinergia... Além da química, a conversa. Eles falam um para o outro coisas que nunca disseram a ninguém...

"Então a verdade o atingiu como uma marreta no crânio. Ele precisava que ela estivesse no Nightingale. Ele não sabia dizer o porquê, só sabia que era essa a verdade.
Com ou sem máscara. Ele não ligava. Ele queria a Lady V.” – p.101

Sim, ele descobre quem ela é, observador... mas respeita a vontade dela de permanecer com a máscara, não se enunciar. Ele a observa jogar cartas (coisa que ele não consegue, os números o confundem)... Para ele, roleta. Nada de números, apenas joga e pronto!

Nunca precisou se preocupar com dinheiro, até que investimentos sugeridos e feitos vão mau e ele não entende o que vê nos relatórios, papéis... – Esta é outra coisa legal: a autora traz o conceito de discalculia.

“(...) Essa dificuldade de aprendizagem não é causada por deficiência mental, má escolarização, déficits visuais ou auditivos, e não tem nenhuma ligação com níveis de QI e inteligência. (...)” - https://brasilescola.uol.com.br/doencas/discalculia.htm

Não se trata de descaso dele, de falta de tentativas... apenas não consegue! E descobre que o pai tinha a mesma dificuldade. Bom, ele precisará se casar, necessitará de um bom dote... E já sabemos qual o melhor do momento, certo?... Dois coelhos em uma cajadada só!

Minerva não aceitará um interesseiro, por mais se sinta atraída...

Bom, a vontade de seguir adiante é imensa, acredite, mas quero mesmo, de coração, que leia e venha conversar comigo sobre, então... Como as coisas se encaminharão?... Eles conseguirão superar? Retiram as máscaras... Ou não?...

Um abraço,
Carolina.

Nenhum comentário