Marcada (House of Night, 1)


Série House of Night
Título original: Marked
Autoras: P.C.Cast e Kristin Cast
Editora: Novo Século
Ano de publicação: 2009 
Número de páginas: 327


Era para ser uma série com nove livros…
São um total de doze livros mais os extras: Manual do novato 101, Nyx, O voto de Lenobia, O juramento de Dragon e os não traduzidos Neferet’s curse e Kallona’s fall, ambos publicados pela editora St. Martin’s Griffin. ♥
Novidades: autora anunciou novos títulos para o universo House of Night.
Watch out!.. Spoilers…!

“Lá também fica a sombria Morada da Noite; nuvens apavorantes a envolvem na escuridão. Em frente a ela, Atlas permanece ereto e sobre sua cabeça e braços incansáveis sustenta com firmeza o amplo céu, onde Noite e Dia cruzam uma soleira de bronze e então se aproximam e se saúdam.”
 Hesíodo, Teogonia.
A vida de uma adolescente de 16 anos já não é fácil…

Nome: Zoey Montgomery. Melhor amiga desde a 3a.série: Kayla. Namorado ou “ficante”, Heath – zagueiro do time da escola, o Broken Arrow. Irmã “Barbie” e irmão “ogro”. Mãe ex-leitora de romances exóticos, ex-maquiada, ex-ouvinte de Enya, casada há três anos com o “homem da fé” John Heffer. Avó descendente Cherokee: Sylvia Redbird. Aspira normalidade, cursar veterinária, sair de Oklahoma, “encaixar-se ao menos na escola”.

Zoey está se sentindo mal. Kayla, tagarela, parece não perceber… Tosse, dor de cabeça, tontura…  – Nesta série as coisas acontecem de forma diferente. –
 “Zoey Montgomery! Fostes escolhida pela Noite; tua morte será teu nascimento. A Noite te chama; preste atenção para escutar Sua doce voz. Teu destino aguarda por ti na Morada da Noite!” – Rastreador
Zoey é marcada, o que significa que sua vida mudará radicalmente. "Torna-se uma aberração" para a sociedade, mas Heath não se importa. Ela precisa ir para a Morada da Noite, ou seu corpo rejeitará o processo da transformação – a presença de vampiros adultos é necessária. Com seu fusca vai até a fazenda de lavandas da vovó Redbird.
“Sou uma Redbird e filha do Sol, mas estou me transformando em um monstro da noite” (p.44)

“Não há porquê temer os espíritos da terra, Zoey passarinha.”


Zoey vê Nyx, que a nomeia seus olhos e ouvidos no mundo atual onde o bem e o mal lutam pelo equilíbrio e a beija na testa, preenchendo sua marca. Zoey desmaia. Acorda na Morada e, como é estranho uma novata ter  marca preenchida, a Grande Sacerdotisa, Neferet, torna-se sua mentora. Ela pode escolher um nome, e adota o ancestral Redbird da avó.
               * A heroína sai de casa rumo a jornada.
Cumprimentos, rituais…
Neferet tem afinidade com gatos (únicos que podem andar livremente, em qualquer lugar da Morada) e poder de cura.

Andando pela nova residência, Zoey vê dois estudantes escondidos e o sangue a atrai, o que não é normal…ainda. A colega de quarto da Zoey é a Stevie Rae, de Oklahoma. Ela apresenta Erin Bates, Damien Maslin e Shaunee Cole para Zoey. Damien apresenta a Aphrodite como líder dAs Filhas das Trevas, um grupo importante na Morada, do qual Zoey é convidada a participar com a permissão da sua mentora.

Aulas… Sociologia Vampírica 101, Teatro, Literatura, Esgrima, Espanhol, Equitação… Zoey já tem prática com cavalos.
 

Ritual… A Anastasia, professora de feitiços e rituais, desenha pentagrama na testa após saudação/cumprimento: “abençoada seja” (p.151) O poeta laureado Loren Blake recita poesia enquanto Neferet entra dançando. Zoey sente os elementos e faz um desejo para a deusa de olhos fechados. O círculo é desfeito.
“Merry meet e merry part e merry meet outra vez!”
Após esta, a do grupo da Aphrodite. Erik a recebe, desenha o pentagrama a óleo em sua testa e é dispensado. No ritual, cálice de vinho 'batizado' com sangue. Saindo, corre até um carvalho antigo, e vê uma novata que rejeitou a transformação, com olhos vermelhos… Nala, a gata que adota Z, se assusta. Aparecem Kayla e Heath, que foi atrás dela. Beijo, arranhão e oferta de sangue. Após a partida do jogador e da “ex-amiga”, Erik chega: afirma ter nada com a Aphrodite e não saber que a Z ignorava o sangue no vinho. Conversam e ele se dispõe a dar sangue… caso a Zoey queira.

Neferet propõe adiantar Zoey em sociologia, contudo, esta recusa: textos extras lhe serão providos. Carimbagem. (Pode parecer nada, mas no transcorrer da história esse termo aparecerá...) Vovó Redbird, por telefone, aconselha a neta fazer o ritual de purificação antes do nascer do sol: água corrente ou bastão de defumação, ideal sálvia e lavanda misturadas, mas pode ser pinho fresco. Voz da Nyx: valorizar os recentes amigos… E eles participam do ritual.
Z os purifica e distribui: Damien – vento, Shaunee – fogo, Erin – água, Stevie Rae – terra, ela própria, espírito. Todos sentem. Ritual. Prece. Dispersam. Z fica no carvalho com a Nala.

Mensagens do Heath... Aphrodite caída, tendo uma visão... Elliot, outro novato que rejeitou a transformação, a aborda, ríspido (será que se questionaram?!?...), mas Nala a protege.
Samhain. Aphrodite conduz ritual para chamar espíritos ancestrais vamps, mas sem a devida preparação, o que não atrai espíritos pacíficos. Heath aparece bêbado e as “seguidoras” da Aphrodite desfazem o círculo. Os espíritos se viram para o humano e Zoey com seus amigos refazem o círculo: a oferenda é a taça com vinho e sangue. Dizem preferir o sangue fresco. Z convoca os elementos e ordena em nome da Nyx que eles fechem o círculo, levando os mortos que escaparam, e dispensa os elementos, agradecendo-os. Ganha novas marcas. Rosto. Ombro. Pescoço.

Zoey aponta o egoísmo, o desmando... da Aphrodite e a destitui da liderança dAs Filhas da Escuridão, apoiada pela Grande Sacerdotisa. O colar de líder é entregue a Zoey. Ela sabe: nada acabou – lembra da visão da Aphrodite: vai piorar.
“Aconteça o que acontecer, estamos juntos nisso.” – Stevie Rae, p.310
               * "O primeiro embate da heroína."


Abraço,
Carolina.

Nenhum comentário