Arakawa under the bridge

Autoria: Hikaru Nakamura 

- Panini Comics/Planet Mangá

Ano de publicação: 2016

Páginas: 188.

Classificação: 16+.

Publicado pela 1a. vez no Japão, dez./2004.

Andando pelas ruas de S.P., parei para pedir informação em uma banca de jornal. Precisava ler... Como não reconheci nomes dos mangás, fui pela lógica: um que fosse #1.   -> Foi assim que conheci este.
Diferente de outros que li, o fofo Fushigi Yûgi, o interessante Code Geass e alguns outros, parecia “estranho”...  Na capa:

“Me mostra o que é o amor?”
“Ric é um jovem bem-sucedido, e Nino, uma bela garota sem-teto. Às margens do Arakawa, tem início uma estranha relação. Pela primeira vez no Ocidente, esta é uma obra neossensorialista recheada de metáforas irônicas e humor ácido. Afinal, é uma comédia...? Ou não?”
Estranho? Rs. Um garoto rico, Ichinomiya Kou, herdeiro de uma das maiores empresas de seu país, conhecida mundialmente, criado/treinado para assumir seu lugar, sempre o primeiro!... Vai morar debaixo da ponte.
Lema da família:

“Nunca deva nada a ninguém.” p.7
Desde o primeiro ano de vida cuida de si... (Aff! Exagero!..) Aos 5 o pai “ensinou-lhe uma lição”. Mora só, estuda, trabalha. Até que ele se vê em uma situação... na ponte... e acaba por ter sua primeira “dívida” com alguém – em 20 anos!!

Nino. Venusiana. Moradora de debaixo da ponte.

Uma gratificação?!?...

“Por acaso, nesse planeta vocês só salvam as pessoas quando querem algo em troca?” 25-6


 
Ataque. Asma. Crise... Uma coisa... sim:

 “Me mostra o que é o amor?” 27-8


Muitos não sabem o que é. Confundem com um ato e não o mostram com gestos, carinho, um abraço, um estar junto mesmo que calado... Amizade... Tantas formas de amor! E o Ric, perdido, atordoado... será que sabe o que é o amor?
Pronto, acertado: ele morará no “anexo”.

“Se eu ficar sem te ver por um dia vou acabar me esquecendo de você por completo.” – Nino, p.34.


Ela mostra o anexo para ele, apresenta o prefeito, um Kappa...

“Ninguém neste mundo pode afirmar o que é a verdade absoluta, infelizmente.” p.55

Ric é renomeado: Recruta. No dia seguinte, o Recruta “faz sua casa” no anexo. Paredes, janela, sofá... Praticidade é com ele, racionalidade! Mas reação ao ter as mãos da Nino lavando o seu cabelo... Outra dívida?

“Lavei seu cabelo porque quis. Por isso, obrigada por me deixar lavá-lo.” p.110.

Lembranças embargam os olhos do Ric...  


Este, depois, conhece outros moradores (Estrela, Sister...) não interessados em seu nome de herdeiro e posses mas:

“O que queremos saber é quem você é.” p.119.

Quem? O namorado da Nino-san.

Surpresas. Aprendizados. Verdadeiros sustos!! O recruta ainda conhecerá outros moradores...


Psiu!!... Você!!... É, VOCÊ!!! Diz:

O que é o amor?


Um abraço, 
Carolina.

Nenhum comentário