Amante revelado

Autora: J. R. Ward
(Irmandade da Adaga Negra, 4)
Editora: Universo dos livros
Publicado em: 2010
N° de páginas: 496

Outra personagem que deixa a gente um pouco intrigada no primeiro livro: Butch. A forma com a qual ele reagiu quando tentaram "pegar a Beth à força". Não se preocupem se ainda lerão o primeiro, acontece no início do livro, antes ela conhecer o "Rei Cego" e a Irmandade. Ele era um tira e, por mais que tivesse interesse na Beth (todos os caras da delegacia, exeto José que era casado, tinham), a reação dele foi muito visceral. Agora sabemos o porquê!

Butch, Ex-tira. Ele foi afastado ainda no primeiro livro por sua conduta em interrogatório (justamente no caso da Beth - o carinha era filho de figurão político). Ele agora é sem ser da Irmandade. Anda com eles, bebe com eles, faz alguns serviços enquanto o sol os impede de sair, usa sua experiência nas investigações... Dorme no "Buraco" (casa onde V. mora e monitora a segurança), suas roupas são providenciadas pelo Fritz (doggen da Irmandade, serviu ao Darius, Irmão morto, pai da atual rainha), come com eles... tudo! E tem uma razão para eu especificar/delongar: em dado momento ele sente estar vivendo uma vida que não é dele.

Butch teve uma vida... e acredita não ter o valor necessário para estar ao lado do seu amor, a Marissa (foi prometida do Wrath), uma mulher refinada, pertencente à aristocracia da sua raça, criada para ser dócil e frágil... Ele acredita que ela não está interessada por ele, já que tentou entrar em contato diversas vezes e foi "dispensado" (obra do irmão dela - ela desconhecia a procura por ela e acreditava não ter atributos para atrair um macho másculo como aquele, ainda que de outra raça).

Duas pessoas que foram "postas para baixo" pela sua sociedade/família e acreditam não serem suficientes. Duas almas que se encontraram e querem ficar juntas. Obviamente há empecilhos. Rs. Ela nunca tinha sido tocada quando Butch a beijou delicadamente no primeiro livro. Assusta-se com tudo, até o mais leve toque, como seu corpo reage ao dele. Assusta-se quando ele a toca e ela se excita e umedece! Ela desconhecia arrepios, excitações, tudo! Ele tenta ser o mais delicado possível com ela. Deslumbram-se um com o outro!

Ok, desconfortos, inseguranças... Ele se chateia por não ir caçar com seus amigos por ser humano. Não ia até os redutores, mas eles o encontram. Ele é pego, torturado, sem nada dizer sobre a Irmandade! - E sabe muito! Ômega aparece quando o sr. X "trabalha" nele, já quase morto, e "faz um truque", tenta tornar O'Neil um GPS, sabe que o código de honra dos Irmãos não deixará que ele seja abandonado para morrer. Então, ele é solto. V. O encontra, seu amigo (ele deu um pouco do seu sangue com vinho para o tira certa vez, podendo, assim, o localizar). E a Virgem Escriba aparece.

Carol, mas o que é isso?... Acalme-se! Falei nada!... Rs. Há uma profecia; há interesse individual de redutor, descobertas, buscas, ferimentos, ciúmes, sangue, rituais, acasalamentos... Há histórias, forças descobertas, linhagens. Ler quase quinhentas páginas e já pensar no que ocorrerá e sentirá nas próximas quinhentas (próximo livro)! Ainda bem que já tenho tantos, se tivesse que esperar o lançamento do próximo... Aff! Rs.

Compreendo plenamente a J.L. e a M.T. agora que estou lendo um atrás do outro. Envolve. E tem muita história! Muitas! E mal posso ver o próximo pedaço da colcha de retalho! 
Venha conhecer o Dhestroyer! ;)


Um abraço,
Carolina. 

Nenhum comentário