Resident evil: A conspiração Umbrella

Autora: Stephani Danelle Perry
Eitora: Benvirá
Publicado em: 2013
No. de páginas: 232

Eu já tinha lido anos atrás. Sempre gostei dos filmes mas me disseram que eles nada tinham a ver com os games e encontrei livro em pesquisa na internet. Descobri que os livros seguem a linha dos games e que a personagem principal dos filmes não existe (Alice), dentre outras coisas - mas isso não vem ao caso.

Bom, sempre lembro desse livro... Inúmeras razões... O Homem e a mania de querer manipular, brincar. Armas biológicas, vírus, mutações, experimentos... 

Neste primeiro livro somos apresentados a algumas personagens que adquiriram fama, dentre eles a filha e ex-pupila de um ladrão que adentrou a polícia - mas não uma qualquer, uma força especial que não é governamental mas presta serviços para: S.T.A.R.S., a Jill; o Chis Redfield, membro do Alpha; Barry Burton, Alpha; Brad Vickers (piloto e hacker mas tem ataques de pânico...), Alpha; Joseph, Alpha; Rebecca Chambers, novata formada em medicina com 18 anos, Bravo; Richard Aiken, comunicação, Bravo; Enrico Marini, Bravo; Ken Sullivan, Bravo; Forest Speyer, bravo. Líder: Albert Wesker.
(*destacados conseguiram sair da mansão)

Assassinatos bizzaros começam a ocorrer em uma cidade chamada Raccoon City e os jornais chamam de "assassinos canibais". Primeira manchete de jornal do prólogo data 02.06.1998. Noticiado envio dos S.T.A.R.S. (serviço de resgate e táticas especiais, fundada em 1967, pela iniciativa privada, composto por ex-agentes de campo da CIA e FBI) no jornal de 21.07.98. Para não dizer que alguém foi "alarmado" sobre algo estranho, Billy, amigo do Chris, pesquisador da Umbrella, empresa farmacêutica maior contribuinte de Raccoon City, ligou para o Chris dizendo que a vida de todos corria perigo, queria se encontrar para conversar mas... sumiu.
"Eles vão me matar, Chris! Vão matar todo mundo que sabe! Quero que me encontre no Emmy's agora, vou te contar tudo..." - p.22
Apenas o Chris?... Não. A Jill teve uma visita inesperada quando pegava o material para decolar de um estranho que sabia seu nome e lhe entregou um minileitor caro, com arquivos. Disse que ela deveria ler, tomar cuidado e ter em mente que as pessoas não são quem ela pensa - identificou-se como Trent. Quem é? Qual o seu intuito?!?... 

A equipe Bravo foi na frente. A comunicação é interrompida. A equipe Alpha segue cerca de 15 minutos após o corte. Primeiro encontro: cachorros mutantes. Sem pelo, sem pele, carne em putrefação... Parecem não morrer?! Correm para o único lugar que acreditam poder prover segurança - o último lugar que seria capaz de assegurar suas vidas: a mansão Spencer. George Trevor foi o arquiteto dela e, após concluída, sumiu. Spencer também. Está 'fechada' há anos... 

Uma fortaleza cheia de passagens secretas, armadilhas, salas, saletas... Sede da Umbrella na cidade. Não da parte "farmacêutica", mas das "pesquisas"... Uma cilada após a outra para nossos bravos guerreiros! Acidente com o vírus T... Zumbis, animais modificados, plantas... E, no final, conhecemos o Tyrant.

DH5a-MCR: virologia.
Infecção viral... p.99

Até onde o homem pode ir... por dinheiro, poder..? Sim, alguém do STARS é um traidor e trabalha para a White Umbrella...
"Sorriu. Quem ele queria enganar? O dinheiro era excelente." - p.170
"Talvez. Mas vou ser um babaca rico quando tudo terminar. A Umbrella está me pagando uma bela grana para limpar esse probleminha e me livrar de alguns otários enxeridos do S.T.A.R.S." - p.210
Acidente... Vírus que se espalha, vidas perdidas, monstros criados... E o traidor pensa no dinheiro que receberá de uma empresa que pouco se importa para com a vida humana, visa apenas o lucro também, com armas biológicas e criação de aberrações para serem usadas com... qual propósito?...


Não sei se vocês assistem TBBT (The Big Bang Theory) mas neste seriado (temp.7, ep.6) a esposa de um dos nerds é formada em microbiologia e trabalha em laboratório e indústria farmacêutica e fala, animada:, sobre uma grande novidade: "um vírus de guaxinim superou a barreira das espécies e agora pode infectar humanos". Um amigo do marido pergunta porque é uma ótima novidade e ela responde que no mercado farmacêutico o lema é "mais infecções, mais dinheiro". Sempre lembro!

Espero que tal ganância um dia seja erradicada... Até lá, convido você a descobrir cada canto da mansão. Siga com o Chris ou com a Jill. ;)


Um abraço,
Carolina.

Nenhum comentário