Segredos

Autora: Tatiana Amaral
(Duologia, livro 1)
Editora: Pandorga
Ano de publicação: 2017
No. de páginas: 400 
"O que você faria se precisasse revelar segredos que envolvem o seu passado e te impedem de se entregar a um amor? Este é o dilema de Cathy, que precisa decidir entre quebrar as barreiras do passado e confiar em Thomas, ou aceitar que seus segredos são fortes o suficiente para impedi-la de amá-lo. Quando um segredo é capaz de destruir tudo o que você deseja, ele pode ser revelado? Thomas possui um segredo e agora ele precisa escolher entre contar a Cathy e correr o risco de perdê-la, ou não contar e desta forma nunca conquistar sua confiança. Que segredos são fortes o suficiente para impedir um amor? Cathy e Thomas viverão esta história e terão que enfrentar os seus segredos para tornar este amor possível. Mas será que um amor consegue resistir a tantos segredos?"

"Thomas Collins, 25 anos, podre de rico e lindo, muito lindo! Eu precisava tirar esses outros pensamentos da cabeça, afinal de contas ele seria meu chefe." 
Sim, este é o exato pensamento da Cathy enquanto arruma suas malas. No dia seguinte se mudará, iniciando seu novo trabalho: contratada por Helen Jones para ser assistente do ator o qual tem um poster em seu quarto. Sorte não saber quem era o artista quando respondeu a entrevista. Rs. A Helen está grávida, daí a necessidade do contrato. Além dela, as pessoas da equipe são homens.

Catherine Brown até então mora com outras quatro pessoas, amigas suas, e estas a levam para uma despedida em uma boate: Mia Baker, Daphne Hill, Anna Moore e Stella Adams. Detalhe: elas tem uma certa "tradição" de tentar embebedá-la sempre que saem... Mia promete que a amparará, levando-a se necessário etc.

Na-na-ni-na-não! A Cathy não conhece o novo chefe no dia seguinte, como programado, mas na noite de despedida, na boate, quando canta, bebe, dança... está "solta". Ele se interessa. Funcionário/amigo, Kendel, vai atrás. Ela declina. Holly mother!

Ressaca e mudança.
Encarar.
E ser encarada!

Inicialmente o Thomas é o que se espera de um astro jovem, muito gato... Uma mulher ou mais a cada noite, rostos sem nome...
"Na verdade, eu acredito que mulheres gostam de ser enganadas. Prendem-se na ilusão de que sua atitude será valorizada. Pura ilusão! Quando um homem quiser realmente ficar com alguém para sempre, sua atitude será outra. Não que eu já tenha sentido isso antes, mas acredito que, quando o amor aparece, é impossível fugir dele. Pelo menos é o que leio nos romances e roteiros dos filmes em que atuo."
Uma vida vazia... Elas se jogam. Daí o Kendal ir primeiro quando ele se interessa em uma para passar a noite. E, claro, tira o privilégio da situação. Outro que o acompanha é o Dyo, mas a preferência dele é outra. 

Thomas mexe com a Cathy de forma que nunca, carinha algum, mexeu. Eletricidade em um esbarrão, em um olhar... Ela precisa manter a distância. Ela quer continuar no emprego, gosta do que faz. E tem a "bagagem" dela...
"Aos 23 anos eu estava perdendo o controle da minha mente, e o que era muito pior, do meu corpo."
Eles contam suas histórias de tal forma que não pude deixar de me envolver durante a leitura e querer saber mais. A narrativa é alternada entre eles, que nos contam paulatinamente mais deles ao contarem um para o outro. A mãe dele é enfermeira e ficamos sabendo quando a ela se machuca durante uma das várias discussões entre eles e ele faz o curativo na sua mão. Mora no Canadá com o segundo marido e os dois outros filhos. O pai do Thomas é empresário. 

A história da Cathy é mais complexa e, desde o início, sabemos que ela não quer passar pelo suplício da mãe, seu sofrimento e espera pelo seu pai, ausente. Ela descobriu que ele era casado depois de engravidar. Por mais que o pai parecesse amar a mãe, quase nunca estava presente. Depressão, tristeza... Acidente de carro. Cathy perdeu a mãe quando tinha 12 anos e foi morar com a tia e o marido dela. O pai provia auxílio financeiro mensal. Há muito mais, que você saberá ao ler. 

Nenhum quer, mas acontece. E não conseguem fugir. As brigas, ciúmes... Por vezes gargalhei alto! Em outros momentos, sofri com eles. Um amorzinho, aquece o coração.

O que eu sabia antes da leitura? Primeiro livro da autora. Foi fanfic de Twilight e foi revisado para a publicação pela editora; este no segundo semestre de 2017 e o segundo, Traições, lançado no primeiro semestre deste ano, 2019. Que a Tatiana Amaral é fã da saga, nunca escondeu. Aqui o ator famoso rompe as barreiras da personagem representada constantemente fora das telas e acaba se mostrando para a amada, que também tem muro derrubado para a entrada dele. 

Convido a participarem das vidas deles! 
Cuidado com fãs enlouquecidas, ex...


Um abraço,
Carolina.

6 comentários

  1. Uma história que com certeza tem muito drama e vários acontecimentos de deixar a boca aberta. Parece ser um livro muito convidativo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou com o segundo da duologia para ler aqui em casa, Traições, (re)lançado este ano.
      Espero que goste de ler também! ;)

      Excluir
  2. Parabéns pela Interpretação Muito legal Vc e ótima no que faz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aiai, Iago!.. Rs. "Unknown".
      O livro é ótimo, mas sabe que tem que ver com seus pais... Há cenas... calientes. Rs.

      Abrç!

      Excluir