Dezembro (A garota do calendário, 12)


Autora: Audrey Carlan
Série: A garota do calendário
Editora: Verus
Ano de publicação: 2016
Número de páginas: 160
“Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser. Em dezembro, Mia irá a Aspen, a estação de esqui mais celebrada pelos americanos endinheirados. Um homem misterioso pagou uma bolada para que ela fosse até lá. E o que Mia vai encontrar nas montanhas geladas vai mudar sua vida para sempre.”

Mia December
Quando li na contracapa que a Mia encontraria “algo” em Aspen, pensei: falta ela encontrar uma pessoa.

Acompanhamos a jornada. Vimos uma filha, irmã-mãe e amiga tornar-se mais, ampliar seu círculo de amizades – sem mencionar se apaixonar, claro! – aumentar a família, descobrir novos talentos…
Sua pequena está noiva, ela está prestes a casar, o pai saiu do coma (embora não dê notícias)… “Conheceu”/reconheceu o Max e descobriu quem ele é. Ajudou e foi ajudada…
O que faltava? Exato: expurgar. Meryl Colgrove.
Aspen
Não falemos de… Wow! Primeira vez na vida que teriam, ela e a Maddy, uma árvore de Natal! Sério, nunca tiveram antes. E o passarão com a nova e aumentada família! Mia escolheu e o Wes cortou a árvore!
(Foram para Aspen combinando o trabalho da Mia, uma matéria com artistas locais, com o Natal em família, na neve!)
Muito amor e amparo em tempo difícil. A amiga de infância, Ginelle, também vai, mas sem o samoano Tao… (Há química, mas ele quer uma esposa e mãe de família que sustente, não uma mulher que trabalhe. E a Gin é dançarina em Las Vegas e não pretende parar.) Falando nisso, Mia será a madrinha do casamento do Tai! (E o Wes tenta controlar ciúmes…! Rs.)
Pontas atadas, ainda sem conseguirem se controlar – até com olhares! Aff, fogo! Rsrs – Jornada terminando, outras começando. Casamento na praia, Malibu, com a família…
trust-your-journey
Tulipa_Um abraço,
Carolina.

Nenhum comentário