Março (A garota do calendário, 3)


Autora: Audrey Carlan.
Editora: Verus
Ano de publicação: 2016
Número de páginas: 144
Premissa: Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico (...) Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser..."
"Mia vai passar o mês de março em Chicago com o empresário Anthony Fasano, que a contrata para fingir ser noiva dele. A princípio Mia não entende por que um homem tão lindo e másculo precisa de uma falsa noiva."

Publicada primeiramente como convidada em outro blog
Depois, com algumas mudanças, em
www.carollivros.wordpress.com


Mia Saunders jamais pensou em recorrer à agência da tia, mas foi necessário, Oui?

Sim, Mia despediu-se do mais que charmoso e belo artista francês com quem passou o mês de Fevereiro. Apesar de ter aprendido muito, inclusive sobre si mesma, e sentir saudades do Wes, ela precisa seguir adiante. Em Las Vegas, Ginelle, sua melhor amiga, e Maddy, sua irmã, a esperam. O pai continua em coma e ela precisa entregar o cheque do mês para o agiota Blaine.

Ela “cuida da beleza” e…

Na cidade dos ventos, Chicago, encontra-se com o musculoso lutador de boxe, um empresário de 31 anos e homem da família (italiana), o Anthony Fasano. Tão logo chega à residência, ela é levada para o aposento privado do cliente e, inconvenientemente, presencia a saída do sr. Fasano do banheiro da suíte, com uma toalha enrolada que... Deixa pouco para a imaginação.  

WOW!

(E Hector Chavez aparece logo depois, enquanto a Mia saliva, com um “Papi!”) 


Sim, em Março Mia foi contratada apenas para posar de noiva, sem qualquer interesse por parte do enorme contratante. Ela, então, compreende o porquê dele precisar contratar alguém para estar ao seu lado.

A pressão sobre o Tony, único filho homem, responsável pela continuidade do nome de uma família italiana, é enorme. Como fazer?.. Eles conversam, laços e afinidades são traçadas e reconhecidas. Tony e Hector a fazem se sentir confortável – Mamma Mona a aperta com vigor, deseja netos...  

Este mês é reflexivo.
E existe beleza nisso.

É claro que na festa de Saint Patrick tudo pode acontecer, inclusive encontrar um “presente” em um Pub! Pois!.. E após momentos de tirar o fôlego, despedida.

Estar com você é como pegar a onda perfeita. (…)
Tony ocupado com a empresa da família, trabalho, preocupado, ausente... Hector, angustiado, conversa com a Mia, que tenta ajudar, consolar, mediar... Surprise!!! Não, não “cortarei o barato” dizendo do que se trata, mas é emocionante, marca a todos, relaxa o Hector, e tranquiliza a nossa amiga Mia.

O amor havia vencido mesmo com todas as adversidades, e…” p.117
E... vai precisar ler para saber o que mais. Rsrs.


Pensou que não teria?... Sim, sim, sim!.. Como está se tornando hábito, a Carta de Despedida com o papel personalizado dela! 


Um abraço,
Carolina

Nenhum comentário