Enola Holmes: o caso do marquês desaparecido

Autora: Nancy Springer 
Editora: Verus 
Publicado em 2020 
N° de páginas: 179


"Entre disfarces e fugas, a irmã de Sherlock Holmes vai nos mostrar que o sangue investigativo também faz parte dela. Mas será que Enola será capaz de decodificar as pistas necessárias e finalmente encontrar sua mãe?"


... E para aqueles que dizem não precisar ler por ter assistido ao filme...
Há diferenças, claro! Rs.


Assisti primeiro, como sempre e, a primeira coisa que me veio à cabeça, logo de início:
Eleven?!?...  - Kkk!
(Stranger Things.)


Ler foi rápido, agradável, prazeroso. Claro, as brincadeiras com a câmera que me divertiram ao assistir não existem na escrita, mas a personagem se dando conta das suas capacidades... sem preço! 

Tudo começa com a chegada dos catorze anos da Enola - alonE: no dia do seu aniversário a sua mãe desaparece!
"Você vai se sair muito bem sozinha, Enola."
Após procurar nos arredores, perguntar por todo o lugar, envia mensagem para Londres, Pall Mall e Baker Street. Ela não os via (Microft e Sherlock) há dez anos, desde o falecimento do seu pai e... 

Enola começa a entender algumas coisas. E não gosta. Foi criada livre e, mal o irmão mais velho chega, a prisão se inicia. Roupas, espartilho, adereços diversos... desfazem dela por ser mulher. Ela não tem direito sobre a própria vida? Como assim?... Sua mãe era uma sufragista (que ou aquele que defende a extensão dos votos a todos, sem distinção de raça, sexo, poder econômico, origem etc). 

O seu famoso irmão, o detetive, começa a procurar por ela, mas desfaz das capacidades femininas: 1888, lembra? Não tínhamos muitos direitos. E a mãe dela desviou dinheiro por anos, fazendo uma contabilidade fantasiosa e enviando ao filho mais velho e herdeiro, o Microft, para assegurar que pudessem ter o mínimo de liberdade.

Enola parte após decifrar algumas mensagens criptografadas da mãe e encontrar um pouco dos recursos escondidos. Por que Londres? Não seria o primeiro lugar onde procurariam, já que ambos os irmãos moram lá e... Ela sempre quis conhecer o palco de tanta atividade cultural!

Enola quer encontrar a mãe mas o mistério que lhe é apresentado, o desaparecimento do marquês, de apenas doze anos de idade... Ela não resiste! Rsrs. A jornada se inicia! Ela se disfarça para parecer mais velha, e descobre que ele não foi raptado, mas fugiu.

Se você assistiu, novamente, e pensa que... Nada de assassinato, nada de tentar impedir lei etc! Mas tentativa de extorsão, sequestro. E não é apenas a Enola que se disfarça! E paro por aqui para que leia! Kkk! Há quem não se importe com spoilers mas - não pretendo tirar o gostinho da aventura! Kkk!

Indico. E repito: não é igual! Assista, mas leia!!! Ia colocar o trailer aqui mas... é diferente e... desisti. Nada de aulas de luta, nada da admiração do Sherlock, nada de encontro... Calei. Rs.


Um abraço, 
Carolina.

Nenhum comentário