Inesquecível

Autoras: Bia Carvalho, Catarina Muniz, Josy Luz, Juliana Parrini e Maribell Azevedo.
Editora: Qualis
Publicado em 2018
No. de páginas: 146

Este é um livro de contos... Sabem como as mocinhas sempre tem que desafiar algo, ser de alguma forma à frente do seu tempo?... Pois. Fizeram o desafio para estas cinco senhoras - sim, já são comprometidas... Quatro autoras de contemporâneos e uma estreante... Desafiadas, como as mocinhas, disseram: SIM!  Rsrs... Falei sobre um dos contos aqui, o da querida amiga, dançarina, revisora e, agora, também autora, Josy Luz (Conspiração do destino). Agora...

Menina borboleta, da Maribell Azevedo, é o primeiro conto. A Maria Amélia e o Maximiliano se conheceram ainda crianças.
Maria Amélia amava borboletas e, daí, veio o apelido dado pelo Max. Lembranças... Em 1867 um soldado recebe o pedido de que uma medalhinha, em um colar, seja entregue à duquesa de Bragança. Doces momentos, amor, perda... e uma borboleta branca vindo ao encontro do sr. Ferdinando Maximiliano José de Habsburgo-Lorena.

Por acaso, Amor, da Juliana Parrini, nos leva até a Place de le Republique no início do séc. XIX, quando nos apresenta uma srta. que consegue burlar as regras e sair de casa sozinha! Na verdade ela deveria sair com a Sophie, que está adoentada... Mas apesar da mãe conservadora, Eloise tem um pai "mais liberal" ao ponto de a deixar trabalhar com ele como enfermeira. Ela está na idade de se casar, mas não suporta a ideia de que lhe arranjem um desconhecido!... Os sábados são os dias mais aguardados, não apenas pelo caminhar, sol... Olhar. Ver. Conversar. Por vezes surpresas são bem vindas. Conhece o Pierre, teme um tal Christopher que querem lhe impor... Apaixone-se na Place de la Republique também!

Bravo amor, da Catarina Muniz...
Rua São Bento, 96, Olinda. 22.11.1914, no asilo, Joana Duarte da Paz tem 68 anos. Quando tinha dois, um garoto com seis se mudou e logo ficou amigo do seu irmão... O tempo passando, amizade crescendo... Ele com 16 arranca suspiros das irmãs da Jô. Ela toma coragem de convidá-lo para o seu aniversário de 12 anos! Fica extasiada quando ele pretere jogar com os meninos para conversar com ela!... Presente? Um anel. O pai o leva para o Rio de Janeiro para que entre nas forças armadas. Quatro anos sem notícias. Palavra. Sentimentos. Guerra. Como sabemos sua história? Não direi! Mas a cena final... Digna da Joana!!!
Então, a Bia Carvalho e os Corações amaldiçoados!... Já disse várias vezes que gosto das histórias dela, é parceira e só aqui no blog devo ter umas quatro resenhas de livros dela! Rs. Como sempre, há algo a ser elucidado! E amor, claro! :) Mas... Vamos por partes: choque inicial, um parênteses: Elimar!

Suzete, órfã há dois meses, vai morar na casa de um primo de 3o. grau em Petrópolis até se casar, o Heitor Monforte. Ele é a única família que lhe restou e, por mais que nada lhe deixe faltar - acomodações, refeições fartas, até um diário com pena e tinteiro! Acesso à biblioteca... - não aparece. Ela acredita ser ele quem ela "vê de relance" quando adormece, acordando acomodada, coberta... mesmo quando não dormiu assim. Questiona funcionários relutantes em dar informações até que... Mas, hein?!?... Uma maldição? Quando uma estória dessas convenceria Suzete? - Leia e me diga! Kkk!

O livro finaliza com o conto da querida Josy Luz, Conspiração do destino! Coloquei link acima, mas recoloco aqui. Ela gostou do desafio embora tenha sentido ter que encurtar o que tinha em mente por ser um conto... Mas vejamos o que virá! Rs. 

Terá evento em Salvador-Ba, muitos dos amigos dela requisitaram (rs), em conjunto com a querida Tatiana e a Middian no dia 24.11.19. Se você estiver por perto, terá uma pequena apresentação de dança, bate-papo e autógrafos. Os três livros foram publicados pela Qualis.


Um abraço,
Carolina.

Nenhum comentário